5 dicas infalíveis para tirar arranhões do carro

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Trabalhar com a venda de seminovos e usados exige alguns cuidados. Investir na manutenção da frota, descobrindo o que vale a pena consertar, é fundamental para maior valorização. Por isso, saber como tirar arranhões do carro é um ponto que merece atenção, pois recupera a beleza do automóvel, — um fator decisivo para fechar negócio!

Neste artigo, você vai conferir as melhores dicas para remover ou diminuir a aparência de riscos e machucados na pintura, partes plásticas e rodas, bem como a avaliar os danos e manter a frota brilhando.

Confira!

Vale a pena consertar arranhões?

Saber escolher os veículos para a sua loja é o primeiro passo para o sucesso. Isso porque a condição do carro tem impacto direto no seu valor de revenda e no tempo que ele ficará no seu pátio. Por isso, ao fazer suas compras, você deve priorizar aqueles que precisem do mínimo possível de investimento antes de serem anunciados.

Se você se interessou por um modelo com avarias internas ou externas, lembre-se destes dois cuidados a seguir.

Avalie a situação

Observe atentamente o automóvel em questão. Os locais mais comuns são para-choques, portas (atenção especial à área das maçanetas) e rodas. No caso das calotas, por serem itens baratos, pode valer a pena comprar um jogo novo em vez de recuperá-las.

Para saber se é possível tirar arranhões do carro, verifique a profundidade deles. Uma forma simples de fazer isso é passar o dedo no risco. Quanto menos você sentir a diferença de textura, mais superficial e fácil de remover ele é.

Mas se a tinta estiver levantada ou se der pra ver outra cor por baixo, é sinal de ele que atingiu a camada mais profunda (o primer) ou o metal, e você vai precisar investir em pintura e, talvez, em funilaria. Aí a questão é séria — e cara.

Procure um especialista

Se você ficou na dúvida mesmo depois de analisar a situação, pode pedir a ajuda de um funileiro ou pintor automotivo para a palavra final. Quando possível, agende uma visita, mas fotos detalhadas também podem ser usadas em situações de urgência.

Solicite um orçamento e faça as contas. Se o valor final do veículo não compensar o investimento, é melhor desistir e não aceitá-lo na sua loja.

Como tirar arranhões do carro?

Se, após a avaliação, você chegou à conclusão de que compensa tirar arranhões do carro, é hora de arregaçar as mangas e começar o trabalho. Cada parte danificada (pintura, plástico, vidro, pneus) exige um serviço específico.

Veja a nossa lista de dicas!

1. Faça uma limpeza profunda

Essa orientação vale para todo e qualquer dano ao automóvel. Isso porque tirar arranhões do carro sujo não funciona, já que as partículas de sujeira podem piorar os riscos durante o processo ou mascarar problemas.

Uma lavagem completa e cuidadosa — com jatos de alta pressão, shampoo automotivo e esponja — vai ajudar a remover partículas e diminuir a aparência de alguns danos, bem como a mostrar a situação real daqueles que precisam da sua atenção.

2. Aplique cera de alto brilho

É incrível o que uma boa camada de cera pode fazer para diminuir a aparência das pequenas imperfeições (unhas de humanos e cães, por exemplo). Use produtos com finalização alto brilho, que, além de deixarem o carro lindo, protegem e fazem sumir arranhões superficiais.

Nas partes plásticas e borrachas, o ideal é usar produtos específicos para hidratar e proteger. Alguns, à base de silicone, são boas opções quando o veículo não fica exposto ao sol por longos períodos. Outros, revitalizadores de plástico, recuperam o ressecamento (aparência esbranquiçada) das peças.

3. Invista no polimento

Os riscos danificaram o verniz? Usar apenas cera não vai dar jeito, será necessário investir no polimento. Nele, a peça é lixada (Lixa D’Água 2000), recoberta com a massa de polir e finalizada com a politriz. Para ter um resultado perfeito, não se esqueça de fazer isso na peça inteira, e não apenas na área do risco.

Vale a pena salientar que esse é um processo abrasivo e que um carro deve ser polido, no máximo, 4 vezes durante a sua vida útil. Do contrário, você corre o risco de tirar a tinta e causar um enorme estrago. Na dúvida, contrate um profissional ou treine alguém da equipe para esses casos.

4. Utilize óleo de banana

O óleo de banana é muito utilizado por quem pinta as unhas. Com efeito solvente, ele ajuda a recuperar vidros de esmalte ressecado. Essa é uma ótima solução para tirar arranhões do carro quando um automóvel deixa tinta sobre a pintura do outro.

Depois da lavagem e secagem, use uma pequena quantidade do óleo em um pedaço de algodão e aplique-o diretamente sobre a região afetada. Lave, seque e encere em seguida. Evite o contato com a tinta original, pois o efeito solvente pode danificar a pintura.

5. Use produtos especiais para os vidros

Essa dica é específica para tirar arranhões dos vidros do automóvel. Será necessário aplicar uma mistura simples para remover as imperfeições.

Depois da limpeza da área, faça uma pasta homogênea (sem grãos) com bicarbonato de sódio e pasta de dentes. Passe-a sobre a área afetada e espere cinco minutos. Com um pano macio, retire a mistura com movimentos circulares leves, até que o risco desapareça. Ao final, enxágue com bastante água e seque.

O que fazer depois?

Depois de finalizar a recuperação, o ideal é estabelecer uma rotina de cuidados com os automóveis. Seguem as dicas!

Realize a manutenção periódica

Não deixe de incluir o cuidado com a frota nas funções dos funcionários. Além da atenção à mecânica (ligar o carro, não deixar gasolina velha no tanque etc.), verifique também a condição estética. A cera ajuda na proteção, mas às vezes é necessário realizar uma lavagem para tirar a poeira e evitar novos riscos.

Não deixe o carro exposto aos perigos

Algumas combinações são fatais para o carro. Acúmulo de sujeira e folhas velhas podem causar manchas ou mesmo ferrugem, portanto, deixar o veículo embaixo de árvores não é uma boa ideia.

Outra dupla péssima é umidade e sol forte. O acúmulo de sereno secado pelo sol forte estraga a pintura, deixando-a opaca, algo que nem a cera consegue reverter. O ideal é guardar a frota em espaço fechado e coberto, fazendo uma rotação dos modelos expostos na área externa da loja.

Esperamos que todas essas dicas possam ajudar você a tirar arranhões do carro e valorizá-lo na hora de fazer as fotos do anúncio para vender (muito!) rápido.

Agora que você aprendeu a cuidar da estética, não se esqueça de conferir nosso artigo sobre a importância de ser honesto para conquistar clientes e ter sucesso na concessionária!

Compartilhar

About Author

Compartilhe sua opinião com a gente, através dos comentários.

Share This