Saiba como vender um carro com dívida

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Muita gente possui um automóvel parado e não o coloca à venda porque não sabe se é possível ou não vender carro com dívidas no Brasil.

Sem conhecer essa informação nem entender como fazer esse tipo de negócio, as pessoas ficam com medo de cometer alguma ilegalidade ou prejudicar alguém.

Mas não é porque um automóvel tem débitos que ele não pode ser vendido. Existem algumas maneiras de resolver a questão e permitir que o veículo encontre um novo dono.

Continue lendo nosso post e saiba mais!

É possível vender carro com dívidas no Brasil?

Legalmente, não existe nenhum impedimento pra que um veículo nessa situação seja vendido. O fato de existirem pendências financeiras conectadas ao veículo não significa que ele não possa se tornar um ativo com boa liquidez pra uma concessionária ou mesmo uma pessoa física.

O que ocorre é que o vendedor deve tomar alguns cuidados básicos pra garantir que todo o processo de negociação e venda seja realizado da melhor forma possível, sem comprometer nenhuma das partes envolvidas.

Existem dois tipos de dívidas que podem estar atreladas a um carro: o financiamento do veículo ou compromissos com multas, seguros e impostos.

Cada um desses débitos exige uma ação diferente por parte do vendedor e do comprador pra que o negócio seja realizado sem problemas.

A seguir, você vai ver como agir pra fazer essa venda de maneira totalmente legal.

Quais cuidados ter ao vender um carro com dívidas?

Um carro é um bem muito valioso e que, em muitas ocasiões, representa uma boa parcela do patrimônio de uma família. Portanto, devemos ter muito cuidado ao negociar esse tipo de produto pra não prejudicar nem o vendedor nem o comprador.

Quando o veículo tem dívidas, seja do financiamento ou não, esse cuidado precisa ser dobrado pra garantir que todos saiam satisfeitos do negócio.

O primeiro passo a ser tomado nesse caso é fazer um levantamento de todas as dívidas ligadas ao veículo.

O vendedor deve ir até o banco onde o carro está sendo financiado e se informar de quanto falta pra quitar o valor. Além disso, ele deve entrar no site do Detran do seu estado pra pesquisar por multas, impostos e outros encargos devidos.

O vendedor tem a obrigação de pagar a quantia total obtida. O financiamento pode ser repassado para o comprador (que assumirá o compromisso em seu nome), mas as multas precisam ser quitadas com o valor da venda do veículo.

É muito importante que o vendedor seja sempre honesto no seu anúncio sobre a existência dos débitos e esteja aberto a ter uma conversa franca sobre a questão.

Se o comprador em potencial puder assumir o financiamento, por exemplo, ótimo. Se não puder, vai ser necessário procurar outro interessado.

Uma boa maneira de aumentar o número de pessoas com interesse na compra desse veículo com dívidas é oferecer algum desconto ou facilidade de pagamento. É uma forma de compensar os débitos existentes ligados ao automóvel.

Anunciar online também é uma boa alternativa pra ganhar mais exposição e entrar em contato com pessoas que querem comprar um carro. Além disso, é imprescindível que o negócio seja feito com contrato e seguindo todos os passos legais estabelecidos, pra preservar os dois lados envolvidos.

Dessa forma, nem o vendedor e nem o comprador saem prejudicados e todos ficam satisfeitos com seus objetivos atingidos.

Como repassar as dívidas na revenda?

Se o carro for financiado e ainda não estiver totalmente pago junto ao banco, o mais indicado é fazer com que essa dívida seja repassada ao comprador. Tanto ele quanto o vendedor devem ir juntos ao banco e solicitar uma transferência de débito.

A instituição financeira vai analisar a situação econômica do comprador e avaliar se ele tem condições de assumir o compromisso. O interessado no carro vai precisar apresentar documentos como comprovante de renda, identificação e comprovante de residência.

Se a transferência de dívida for aprovada, um contrato deve ser preparado com todos os detalhes da negociação: a data para a transferência da posse do veículo, a multa de quebra de contrato e todos os valores que o comprador vai ter que pagar, além do financiamento assumido.

Esse contrato deve ser assinado pelas duas partes, claro, e ter firma reconhecida no cartório. De posse do documento, os dois interessados devem ir ao banco pra fechar o negócio e confirmar a transferência de dívida.

Se por acaso o banco não aprovar a transferência ou não oferecer linha de crédito para o comprador, existe uma segunda opção: comprador e vendedor devem ir juntos a outro banco tentar uma portabilidade de crédito.

Esse recurso funciona da seguinte forma: um banco pode comprar uma dívida que uma pessoa tenha com outra instituição financeira e então renegociá-la pra agradar ambas as partes.

Nenhum banco é obrigado a concordar com essa proposta, mas muitos deles costumam aceitar fazer portabilidade de crédito pra diversas finalidades, inclusive o financiamento de automóveis.

Se as dívidas não forem relacionadas ao financiamento e sim a multas ou encargos atrasados (como o DPVAT, por exemplo), o procedimento é diferente.

O primeiro passo é fazer um levantamento junto ao Detran pra descobrir qual é o valor total de débitos ligados ao veículo em questão. As duas partes da negociação devem firmar um contrato listando todas as dívidas em aberto. 

É preciso reconhecer que algumas multas podem levar mais de um mês pra aparecer no sistema, ficando sob responsabilidade do vendedor caso surjam. Também deve ficar definido que o compromisso de pagá-las vai ser do antigo dono.

Com o contrato assinado e com firma reconhecida em cartório, o vendedor pode usar o dinheiro recebido pra quitar as dívidas e fazer a transferência de posse para o novo dono.

Agora que você já sabe que é possível vender carro com dívida, não tem nenhum impedimento pra colocar um anúncio do seu veículo e levantar um bom valor. Se quiser ter mais sorte nesse processo, assine nossa newsletter e receba dicas e artigos que vão ajudar a vender seu automóvel rapidamente!

Compartilhar

About Author

Compartilhe sua opinião com a gente, através dos comentários.

Share This