Como conquistar clientes em busca do primeiro carro?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

A compra do primeiro carro é um momento inesquecível na vida de qualquer brasileiro. Estar motorizado é algo que garante liberdade de deslocamento, agilidade para o dia a dia e, principalmente, independência.

Por isso, muitos vão atrás disso assim que a lei permite, ou seja, quando completam 18 anos.

Mas, antes de se decidir pela compra do primeiro veículo, é preciso pensar bastante e analisar todas as implicações de ser proprietário de um automóvel.

Assim, o jovem não corre o risco de dar um passo maior que a perna, acabar se endividando ou ficar preso a algo que não atenda às suas necessidades.

Revendedores de carro devem conhecer muito bem esse passo a passo, para poder sanar as dúvidas do consumidor e guiá-lo ao longo do processo de compra da maneira mais fácil e adequada possível.

É preciso não só convencer o cliente de que ele está fazendo um bom negócio, mas sim realmente oferecer um produto condizente com o que ele quer e precisa.

Vamos então às dicas!

Por que optar pelo seminovo?

Para muitas pessoas, em especial para quem está pensando em comprar o primeiro carro, investir em um usado ou seminovo pode ser a melhor escolha.

A vantagem imediata é o valor bem mais baixo, pois os usados e seminovos têm preço acessível e, em muitos casos, o antigo proprietário já deixa pagos o IPVA, DPVAT, licenciamento e emplacamento, o que alivia bastante o bolso de quem vai adquirir.

Além disso, o seguro a ser feito em um seminovo ou usado também será mais baixo e o carro não vai perder valor de mercado na velocidade que um zero. Afinal, ele já será adquirido depois da desvalorização.

Outro detalhe importante é que o jovem ainda está aprendendo a dirigir na prática do dia a dia. Um motorista iniciante naturalmente está mais sujeito a riscar e amassar o carro, pois ainda está na fase de se adaptar à vida atrás do volante.

Se o primeiro carro não for novinho em folha, esses errinhos vão doer menos na consciência e até no bolso.

Saque uma calculadora e mostre ao cliente tudo isso em números, para ele entender exatamente onde está pisando.

Ajude a escolher o modelo

Estando o cliente convencido de que seu primeiro carro deve ser um usado ou seminovo, chega a hora de saber o que ele quer e espera do carro.

Pergunte se ele pretende usar o carro para trabalhar ou estudar (ou as duas coisas), qual é a distância média que ele percorre diariamente para cumprir suas tarefas, se ele pega estrada ou roda mais na cidade, se carrega itens pesados ou não.

Também é preciso ganhar pelo coração e todos sabemos que o brasileiro é um apaixonado por carros. Por isso, procure saber se ele já tem um em mente ou pergunte suas preferências em termos de formato, cores, acessórios etc.

Outra dica valiosa é falar sobre recursos tecnológicos. Os jovens hoje em dia praticamente não sobrevivem sem internet, e ter um carro que permita a integração com celulares, tablets e outros eletroportáteis pode ser um chute certeiro.

A cada dia que passa, os modelos “de entrada” das fabricantes (que são também os mais vendidos em razão do preço) estão chegando ao mercado já dotados desses “mimos” tecnológicos.

Se não for um produto muito antigo, é bem provável que seja possível aliar tudo isso, conquistando de vez o cliente.

Permita ou ofereça a avaliação do veículo

Tendo encontrado um modelo que vá atender às necessidades do seu cliente, tanto as práticas quanto as emocionais, é preciso seguir com as orientações com relação à parte mecânica e estética do automóvel e aos seus documentos.

Alguns jovens vão à procura do primeiro carro acompanhados dos pais ou de algum conhecido que entende bem do assunto. O vendedor deve sempre permitir que eles analisem absolutamente tudo que quiserem no automóvel, dando total liberdade para que tirem suas próprias conclusões.

Caso o jovem esteja sozinho ou acompanhado de alguém que não tem experiência com compra de carros, seja você mesmo o guia para que ele analise as condições do veículo. Fale sobre a lataria, sobre a parte mecânica e seja sempre muito honesto com relação ao histórico do veículo.

Acima de tudo, dê ao cliente a segurança de que a sua loja é de confiança e não trabalha com produtos de qualidade duvidável. Fale também sobre antigos donos e nunca se esqueça de entrar no assunto da documentação.

Muitos clientes se sentem enganados após comprar um carro e se depararem com cobranças referentes a multas de antigos donos ou terem dificuldades em transferir a posse do veículo.

Aqui, claro, entra a idoneidade e as boas práticas da loja, mas nunca deixe o seu cliente desamparado. Essa etapa pode ser bem complexa, ainda mais para quem está começando a entender como esse mercado funciona.

Também não permita em nenhum momento que a ansiedade domine o cliente a ponto de ele fechar um negócio por compulsão e se arrepender depois.

Calcule o financiamento junto com o cliente

Comprar um carro à vista, sem ficar nenhuma pendência para depois, é o sonho de todo mundo. Mas a realidade é que a maioria dos brasileiros ainda financia a aquisição de veículos por não ter o valor total em mãos.

Com a compra do primeiro carro, essa realidade pode ser ainda mais presente, por isso é importante ajudar o seu cliente nesse momento. Entenda qual é a sua renda e sua capacidade de comprometimento mensal de recursos, para a partir disso traçar um plano executável de financiamento.

Muitas vezes, o veículo mais desejado deixa de ser uma opção viável, mas não deixe o comprador se abater. Já tenha na manga outras alternativas e saiba oferecê-las, destacando seus pontos altos e suas vantagens em comparação com o primeiro carro escolhido.

Anuncie online

Muitas das etapas abordadas neste texto podem ser realizadas não apenas presencialmente, mas também pela internet. Hoje em dia, os anúncios online são uma ferramenta de grande valor para que está buscando um automóvel.

Se o alvo é o público jovem, isso é ainda mais provável, tendo em conta o comportamento de compra das pessoas na faixa etária dos vinte e poucos anos. 

Assim, reúna todo o seu conhecimento e experiência na área e aplique em anúncios online. Os maiores sites de negociação de carros do mercado, como é o caso da OLX, oferecem uma plataforma completa, com recursos como chat, que facilitam muito a vida do cliente e do vendedor.

Como vimos, a compra do primeiro carro é um momento de conquista e de muitas novas responsabilidades para o cliente. Por isso, um bom profissional deve estar sempre pronto para orientar, ajudar e guiar o consumidor, para que ele tenha total segurança na escolha que fizer. Esteja pronto, entenda o seu público e prepara-se para as vendas!

Se achou este texto interessante, não deixe de acompanhar outros artigos do nosso blog. Temos dicas incríveis sobre técnicas de negociação e muitas outras informações sobre o mercado automobilístico!

Compartilhar

About Author

Compartilhe sua opinião com a gente, através dos comentários.

Share This