Passo a passo: saiba como fazer um anúncio de carro pra vender rápido

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Hoje em dia, as ferramentas online são cada vez mais importantes na venda de veículos. Porém, ao mesmo tempo em que facilitam a divulgação das ofertas (porque alcançam um número maior de interessados), também aumentam a concorrência.

Por isso, se o objetivo é vender rápido, é fundamental conhecer algumas técnicas pra fazer um anúncio de carro que se destaque.

A internet mudou a forma como as pessoas pesquisam produtos, preços e condições de compra. Os vendedores e lojistas que não se ligarem nessa nova dinâmica de mercado tendem a ficar pra trás, perdendo clientes para os seus concorrentes mais antenados.

E isso significa saber utilizar a rede mundial e entender o que esse novo consumidor procura e, depois, elaborar anúncios eficientes.

Pensando nisso, preparamos este passo a passo pra que você possa superar a concorrência, anunciando seus carros de forma atraente e vendendo mais rápido. Confira!

Escolha uma plataforma de anúncios de qualidade

Segundo um estudo realizado pela consultoria Capgemini, 67% dos consumidores brasileiros gostariam de comprar um carro pela internet. Essa pesquisa mostra a força que a rede mundial de computadores tem ganhado na preferência dos compradores de automóveis. Assim, o primeiro passo é escolher uma plataforma com boa reputação e alcance pra hospedar os seus anúncios.

Além de trazer confiabilidade pra sua revenda de veículos, um site de classificados de qualidade apresenta uma lista enorme de contatos cadastrados e recebe milhares de visitas avulsas de possíveis compradores em suas páginas todos os dias.

Esse tráfego possibilita que o seu anúncio tenha mais visualizações, fique disponível pra um público maior e seja divulgado por e-mail e redes sociais aos seguidores da plataforma.

No Brasil, o maior site do ramo e líder em negócios realizados é a OLX, com mais de 34 milhões de visitas por mês. Em 2016, a plataforma foi responsável, sozinha, por 20% das vendas de carros no país, somando 2,1 milhões de automóveis negociados.

Depois da escolha de uma plataforma de anúncios, é preciso pensar pra quem você vai oferecer os seus veículos. No próximo tópico trataremos do assunto. Não deixe de ler!

Entenda quem é o seu público-alvo

Antes de começar a escrever a descrição e o título do anúncio e pensar nas fotos pra ilustrá-lo, é essencial conhecer bem o seu público-alvo. Só assim vai ser possível construir um anúncio atraente e específico pra quem de fato tem interesse em comprar o carro oferecido.

É preciso analisar as características do veículo, como o desempenho, o modelo, os acessórios incluídos, o preço e as condições de pagamento.

Depois, observar quais são os grupos que mais se interessam por esses aspectos, reunindo o maior número possível de informações (homens ou mulheres, faixa etária, poder aquisitivo, uso para o dia a dia ou fins de semana, cidade ou rodovias etc.).

Crie uma persona pra facilitar a comunicação

Já tem uma noção do público-alvo? Então é hora de elaborar uma persona, que é um exemplo baseado na realidade.

Ele é criado pra personificar um indivíduo possível, que pertence ao público-alvo do anúncio. É o tipo ideal, com suas necessidades e seus interesses bem-definidos, que provavelmente compraria o veículo ofertado. Quanto mais a persona estiver detalhada, mais diretamente você fala com ela.

Ao criar uma persona, o vendedor poderá conhecer melhor seu público e ser certeiro nas informações e nas propostas. Vai ser possível adaptar a linguagem da descrição e do título, além de destacar os diferenciais que mais chamam a atenção e tirar as fotos de uma maneira que atraia essa pessoa.

Pra ilustrar, vamos tomar de exemplo uma SUV de sete lugares e câmbio automático, com um valor de mercado de R$ 100 mil. Seu anúncio pode ter como persona uma mãe de quatro filhos, que gosta de viajar de carro com a família nos fins de semana e leva as crianças pra escola todos os dias antes de ir ao trabalho. Ela é bem-sucedida e tem um bom poder de compra.

Tendo o público-alvo e a persona definidos, já é possível adequar seu anúncio pra atrair mais interessados. E a primeira impressão será causada pelo título.

Continue a leitura e veja o tópico seguinte: falaremos sobre como acertar nesse quesito!

Crie um título de anúncio atraente

O título do anúncio é o primeiro contato do público com o produto que você está vendendo. É, também, o responsável por chamar a atenção de quem está procurando por ofertas na internet e na plataforma de classificados.

Assim, ele é importantíssimo pra que seus veículos sejam considerados como opção de compra, em vez dos anúncios da concorrência.

A primeira dica pra escrever um título atraente é ir direto ao assunto. Conte, em poucas palavras, exatamente qual é o automóvel que você está vendendo, sem enrolações ou adjetivos que acrescentam pouco, como “lindo”, “ótimo” ou “maravilhoso”.

Prefira indicar a marca, o modelo, o ano de fabricação e outros dados relevantes (as cilindradas, por exemplo), sempre de maneira profissional e direta.

Dependendo do público-alvo e dos interesses da persona, o título pode trazer alguma outra informação mais específica, que chame a atenção do possível comprador — como câmbio automático, motor de 16 válvulas, vidros com insulfilme ou aparelho de som e DVD. O título deve ser uma introdução ao conteúdo da descrição do carro.

Tente mantê-lo o mais sucinto possível, sem perder a qualidade da informação. O ideal é usar algo em torno de 70 caracteres (incluindo os espaços) pra que a frase não seja quebrada nos sites de busca. Mas isso não é obrigatório.

Como dissemos, o primordial é manter a qualidade da informação, sem apelação. Dessa forma, só os verdadeiros interessados vão ser atraídos pelo título do anúncio, e ele será considerado relevante pelos motores de busca, ampliando sua divulgação.

Em geral, junto ao título é mostrada uma das imagens adicionadas à galeria de fotos do anúncio. Uma oferta de venda sem fotos ou com imagens de má qualidade tem pouca chance de conquistar um cliente. Portanto, elas são essenciais pra acelerar uma venda.

Confira no próximo tópico algumas dicas pra você não errar na hora de adicionar imagens aos seus anúncios!

Tire fotos que mostrem a situação do carro

Anúncios com imagens dos produtos são mais vistos do que os sem fotos. Ou seja, pouca gente está interessada em um carro se for preciso acreditar apenas na palavra do vendedor. Por isso, boas fotos são essenciais pra que o comprador não descarte seu anúncio e vá para o da concorrência.

Quanto mais imagens, melhor. Afinal, se o vendedor não tem medo de mostrar o estado do veículo, significa que está sendo transparente e confiável no que diz.

Além disso, as fotos criam uma relação próxima com o cliente, que já pode se imaginar dono daquele carro.

As imagens também são importantes pra que o consumidor confira por si mesmo o estado de conservação da lataria, do motor e do interior do veículo, e a qualidade dos acessórios. Por outro lado, servem pra que o comprador indeciso e menos informado tenha um primeiro contato com a estética do modelo. Isso é bom pra não haver frustração no momento de fechar o negócio pessoalmente.

Confira nossas dicas pra tirar as melhores fotos para o seu anúncio

  • lave o carro e encere-o antes de tirar as fotos;

  • cuide especialmente da limpeza e da arrumação do espaço interno;

  • escolha um local bem-iluminado (de preferência com luz natural), com uma paisagem neutra, sem outros veículos ou pessoas por perto que podem tirar a atenção do carro anunciado;

  • tire fotos de vários ângulos, mas sempre mostrando o máximo do carro. Fotos em “close” dão pouca informação e costumam afastar os clientes — a não ser que mostrem um detalhe interessante;

  • publique pelo menos oito boas imagens, incluindo uma de cada lado, de frente, de trás, uma do motor e uma interna;

  • tire uma foto do painel do veículo, mostrando a quilometragem;

  • publique fotos de acessórios e adicionais como aparelhos de DVD e bancos de couro;

  • também tire fotos de eventuais amassados, riscos na lataria ou outras avarias. Manter a sinceridade é essencial pra encontrar o comprador ideal.

Se você já conseguiu que o interessado abra seu anúncio e confira as fotos, não pode deixá-lo na mão em relação às informações sobre o veículo. Pra isso, é preciso ter uma boa descrição. Veja como fazer uma no tópico abaixo!

Capriche na descrição do veículo

A descrição é a parte mais importante do anúncio. É nela que o comprador consegue todas as informações necessárias pra tomar a decisão de entrar em contato ou não com o vendedor.

Além disso, é principalmente a partir da descrição que os motores de busca, tanto do site de anúncios quanto os de buscadores (o Google, por exemplo), fazem a filtragem do conteúdo. Portanto, pra que seus veículos cheguem aos verdadeiros interessados, é preciso descrevê-los da maneira correta.

A descrição deve ser bastante detalhada, justamente pra que o cliente tenha a certeza de que aquele carro é ideal para as suas necessidades. Anúncios com pouca informação tendem a ser deixados de lado, em segundo plano.

Eles trazem uma dificuldade a mais para o comprador, que precisará solicitar os detalhes do negócio e as características do veículo ao vendedor. E a ideia, aqui, é facilitar pra ganhar a preferência dos interessados.

Listamos a seguir os principais itens que não podem faltar em uma boa descrição.

Características do veículo

Ao descrever seus automóveis, é preciso reafirmar questões já demonstradas no título (como a marca, o modelo e o ano) além de outras características como a cor, a quilometragem atual, o número de portas e o tipo de combustível aceito pelo carro (diesel, gasolina, álcool, flex, GNV).

Informações da mecânica

Também devem ser expostas informações sobre o motor, como as cilindradas (1.0, 1.4, 1.6), a quantidade de válvulas (8V ou 16V), e se tem turbocompressor.

É preciso, ainda, falar sobre o câmbio (se é automático, manual ou automatizado) e indicar se o veículo tem direção hidráulica ou elétrica.

Opcionais de fábrica do modelo

Os opcionais de fábrica são acessórios originais escolhidos pelo primeiro comprador na concessionária. Eles devem ser indicados, pois valorizam o veículo.

Incluem ar-condicionado, ar quente, desembaçador traseiro, bancos de couro, vidros e retrovisores elétricos, travas elétricas, sistema de som, sistema de navegação e sensores de estacionamento.

Acessórios incluídos

Todos os acessórios que foram incluídos pelos antigos donos também devem ser detalhados, pois tornam o veículo mais atrativo. São exemplos os aparelhos de DVD, insulfilme ou película antivandalismo nos vidros, sistema de alarme ou de rastreamento, tapetes novos e rodas de liga leve.

Modificações nas características originais

Modificações nas características originais, ainda que legalizadas, nem sempre são bem-vistas e podem frustrar uma compra no momento em que forem percebidas. Por isso, é fundamental abrir o jogo e falar francamente sobre elas com o interessado.

Inclua, na descrição, as modificações feitas na suspensão (rebaixamento), no motor (turbinado), no tamanho das rodas ou nos estofados dos bancos. Também é importante mencionar se o bloco do motor já foi trocado, pois o número não baterá com o do chassi do carro na vistoria e a substituição deve estar regularizada e com nota fiscal.

Avarias e defeitos

Qualquer avaria (como batidas, amassados, arranhões na lataria, manchas no estofamento e pintura queimada) ou defeitos, sendo de fábrica ou não (mau funcionamento de componentes, falta de acessórios obrigatórios e portas que não fecham corretamente, por exemplo), devem ser descritos, porque fazem diferença na precificação do carro.

Ao colocar um preço mais baixo pelo veículo e não mostrar o motivo do desconto, o comprador vai se sentir enganado ao descobrir os defeitos. Isso pode fazer com que ele volte atrás antes de concretizar o negócio e não procure mais carros na sua revendedora.

O próximo passo, depois de ter os títulos, as fotos e as descrições, é otimizar seus anúncios pra que tenham um bom fluxo de visitas e consigam chegar aos interessados.

Siga para o próximo tópico, vamos mostrar como melhorá-los pra aparecerem em boas posições nos sites de busca!

Otimize o anúncio para os motores de busca (SEO)

De acordo com uma pesquisa realizada pela Serasa Experian, cerca de 39% do tráfego referenciado (quando partem de links de outros sites) das plataformas de comércio eletrônico e classificados tiveram origem em sites de busca.

Então é fundamental garantir um bom ranqueamento (posição em que aparecem na listagem de resultados) de seus anúncios nesses sites, pois os primeiros resultados mostrados são os mais acessados.

É preciso que os conteúdos deles sejam identificados pelos motores de busca como relevantes pra quem procura por veículos compatíveis.

Nesse sentido, devem ser utilizadas técnicas de SEO (Search Engine Optimization, ou “otimização para motores de busca”) pra facilitar essa identificação. Confira abaixo algumas das técnicas mais úteis pra usar em seus anúncios!

Utilize palavras-chave

As palavras-chave são termos utilizados pelos motores de busca pra ligar o que foi digitado pelo usuário aos textos dos conteúdos das páginas na internet. Dessa forma, os sites conseguem indicar links mais próximos ao que o ele deseja e ranquear as páginas conforme sua relevância para a busca.

Portanto, usar palavras-chave é uma ótima maneira de otimizar seus anúncios. Mas cuidado: elas só devem ser usadas de forma natural no texto da descrição e no título, e somente se fizerem sentido no caso do veículo oferecido! 

Afinal, não adianta atrair um público que, na verdade, não tem interesse em comprar aquele carro. Além do mais, o anúncio pode ser “punido” pelos sites de busca, pois sua tecnologia os permite identificar abusos.

Pra facilitar seu trabalho, utilize uma das diversas ferramentas gratuitas de planejamento de palavras-chave disponíveis na internet, como o Keyword Planner, do Google Adwords. Ao digitar termos que descrevem seu anúncio, ele apresenta as palavras-chave mais procuradas nos sites de busca.

Crie um título eficiente

O título é essencial para o SEO, pois é um dos principais itens analisados pelos motores de busca.

Se quiser escrever um título eficiente, é importante seguir nossas dicas anteriores. Mas ainda existem outras técnicas específicas.

Uma delas é pensar em como sua persona procuraria pelo veículo e seguir essa linha pra escrever o título, incorporando, também, palavras-chave. Por exemplo, é provável que alguém pesquise por “carro 1.0 à venda”, ou “Gol branco 2008”. E digamos que as palavras-chave encontradas foram “Gol 2 portas”. Portanto, um bom título para o anúncio seria “Gol 2 portas 1.0 2008 branco”.

Escreva uma descrição completa

Como já dissemos, a descrição é importante pra que o interessado compreenda perfeitamente o veículo anunciado e siga em frente com o processo, entrando em contato com o vendedor. Mas ela também é essencial para o ranqueamento do anúncio nos sites de busca.

Quanto mais detalhada a descrição, melhor, pois as palavras-chave relacionadas ao anúncio provavelmente já estarão lá. Pra ter certeza, confira na ferramenta de planejamento de palavras-chave e inclua aquelas que fizerem sentido e tiverem bons números de pesquisa.

Além disso, escreva de forma natural e lógica, montando um texto de descrição, pra que os motores de busca possam reconhecer seu anúncio como conteúdo relevante e não como um amontoado de palavras.

Compartilhe os links dos anúncios

Compartilhar os links dos anúncios nas redes sociais da sua revendedora é uma boa tática pra aumentar a relevância do conteúdo. Quanto mais ele for compartilhado entre seus seguidores, maior é o fluxo de visitas e, portanto, será considerado importante pelos motores de busca.

Crie estratégias utilizando uma comunicação direta com seus contatos nas redes sociais e considere anúncios pagos pra aumentar as chances de visitações e compartilhamentos.

Agora que você já conseguiu atrair interessados, o próximo passo é acertar nas negociações de venda. E, antes de tudo, é preciso definir os preços dos veículos e as condições de pagamento. No tópico seguinte falaremos mais sobre esse assunto.

Coloque preço e condições de forma clara

Após ser atraído pra sua oferta e se certificar de que o carro anunciado é exatamente aquilo que procurava, o comprador quer ter a segurança de não ser passado pra trás no momento da compra. Por isso, precisa ser informado sobre o preço de forma clara, sem o uso de artifícios como a indicação apenas do valor da entrada pra que pareça mais barato.

Coloque o preço total do veículo no anúncio e, na descrição, conte sobre os detalhes das condições de pagamento. Só então indique o valor da entrada e a quantidade de parcelas e seus valores, se for o caso. Fale sobre financiamentos disponíveis e descontos pra pagamentos à vista, se houver.

Utilize a tabela Fipe pra estimar o preço de revenda de veículos. Obviamente, os valores mudam conforme a localização da loja, modificações no carro e seu estado de conservação. Mas ainda é um bom índice pra se basear e anúncios com preços que fujam muito dela não são bem-vistos.

Dessa forma, além de tratar seus clientes com respeito e sinceridade, você vai atrair só os que estão interessados na faixa de preços daquele automóvel.

Não adianta nada ter uma quantidade grande de visitações de pessoas que não podem ou não querem gastar determinado valor. É perda de tempo pra todo mundo, vendedor e comprador.

Pronto! Seu anúncio está concluído, otimizado e publicado. Agora é só esperar, certo? Não! O último passo é a negociação com os interessados pra que, enfim, se tornem seus clientes. Confira!

Esteja aberto a negociações

Não basta apenas deixar o anúncio na plataforma de classificados e esperar que os carros se vendam sozinhos. Os consumidores, acostumados com a velocidade da internet, querem atendimento rápido e eficiente quando decidem comprar algo.

Muitos interessados terão uma primeira impressão do vendedor e da empresa por meio do atendimento que receberão online. Portanto, atenda os clientes o mais rápido possível pelo chat, telefone ou e-mail, respondendo dúvidas e estando aberto a negociações.

Não é preciso necessariamente negociar o preço. Podem ser as condições de parcelamento, de entrega do carro, o pagamento da documentação e até a quitação do IPVA e do Licenciamento, seguro grátis, pneus novos, revisões, enfim, qualquer vantagem que você possa oferecer.

O vendedor deve estar, também, aberto a conversar sobre o valor do veículo usado do cliente, pra que ele sinta que está fazendo o melhor negócio na troca. Afinal, caso não haja espaço pra nenhum tipo de negociação, o comprador pode deixar sua oferta de lado e buscar outros anúncios entre os concorrentes.

A internet mudou completamente a forma como as pessoas buscam por veículos à venda, tendo uma importância cada vez maior nas negociações. Por isso, é essencial pra qualquer vendedor compreender essa mudança e saber fazer um anúncio de carro eficiente, que se destaque da concorrência e alcance o comprador ideal o mais rápido possível.

Gostou de nosso artigo? Quer receber mais dicas como essas pra melhorar seus anúncios de carro? Então siga-nos no Facebook, no Twitter e no Instagram pra ficar por dentro das nossas novidades!

Compartilhar

About Author

2 Comentários

  1. Gostei isso é muito importante, saber todas as informações e detalhes do carro á qual iremos comprar. Obrigado pelas informações.

    • Gabriel Sena on

      Oi, José!

      Obrigado pelo seu comentário! Não deixe de acompanhar as novidades do site! 🙂

Compartilhe sua opinião com a gente, através dos comentários.

Share This