Site pra concessionária: o que precisa ter pra gerar mais vendas?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Ter um site é suficiente pra estimular as vendas pela internet? Muitas concessionárias caem nessa armadilha e acabam desperdiçando recursos valiosos com iniciativas que não trazem o retorno esperado.

É preciso pensar além: um bom site pode ser muito mais do que um canal de divulgação, transformando-se em uma verdadeira plataforma de negócios.

Pra aproveitar todo esse potencial, é necessário estruturar a presença digital da empresa. Veja o seu site como canal de recepção de clientes que chegam por várias redes; por isso, é preciso estar conectado a todas elas. Você deve planejar esse fluxo, assim as oportunidades de negócio vão ser devidamente mapeadas e convertidas em vendas.

Precisa de ajuda nessa tarefa? Veja o que você deve saber antes de criar um site pra concessionária!

Entenda a jornada de compra do cliente

A jornada de compra de um carro é sempre longa: dificilmente a pessoa vai tomar uma decisão por impulso, sem antes ter feito muitas pesquisas.

Quem quer comprar um automóvel geralmente já chega na concessionária muito bem-informado, o que dificulta bastante o trabalho do vendedor — a menos que o site funcione como “vendedor silencioso” no processo de busca, oferecendo dados relevantes pra fortalecer o vínculo com quem está pesquisando.

Converse com seus clientes e tente entender como acontece esse processo de decisão: quais canais eles costumam acessar e que tipo de informação é fundamental durante essa pesquisa. Identifique de que forma você pode contribuir pra garantir a presença da sua marca onde o público estiver, sempre estimulando visitas ao seu canal principal.

Identifique seus canais de aquisição de clientes

Com base nas respostas, identifique os canais de aquisição mais estratégicos pra marcar presença.

Grupos no Facebook, por exemplo, são bastante acessados por potenciais compradores, além do YouTube, onde as pessoas procuram tutoriais e resenhas de produtos. Os chamados marketplaces — como a OLX e outras plataformas e aplicativos de vendas — também costumam atrair muitos usuários.

O importante é aproveitar a atividade de busca nesses canais pra apresentar a oferta inicial com link para o seu site, garantindo o avanço no processo de atração.

Valorize o design e a qualidade das imagens

Você já navegou por uma rede social e achou uma oferta excelente, mas entrou no link recomendado e não sentiu firmeza no que via? Um site feio e mal-estruturado, com cores confusas, fontes erradas e fotos ruins certamente causará essa primeira impressão.

Um bom design transmite credibilidade e profissionalismo. O investimento em um carro é sempre alto e o cliente quer a certeza de que está fazendo negócios com uma empresa confiável. Por isso, contrate um profissional competente pra criar o site.

Também tome um cuidado especial com as fotos dos veículos. No caso dos carros zero, é possível contar com os bancos de imagens das montadoras. Mas, se você vende seminovos e usados, é bom usar a foto do próprio automóvel pra comprovar sua integridade.

Preferencialmente, contrate um profissional de fotografia: ele vai saber usar os melhores recursos de iluminação e enquadramento pra valorizar o produto sob diversos ângulos.

Capriche no conteúdo e na descrição dos produtos

Já que os clientes estão ávidos por informações enquanto investigam sobre os carros desejados, ofereça um conteúdo conveniente. Capriche na descrição de cada produto, explorando todos os detalhes pra que o comprador se sinta seguro.

Se possível, crie um blog dentro do site e publique posts com dicas diversas sobre compra, cuidados e manutenção de veículos, novidades do setor e informações relevantes aos apaixonados por carro.

Faça links entre esses conteúdos e os produtos relacionados, estimulando o tráfego interno.

Garanta um conteúdo otimizado

Outro canal de aquisição fundamental de clientes pra uma concessionária é o próprio Google. Afinal, o comprador de carro também tem o hábito de fazer pesquisas direto no buscador. Por isso, o seu site precisa aparecer na primeira página de resultados, preferencialmente no topo.

Mas como conseguir essa façanha? O segredo está nos investimentos em Search Engine Optimization (SEO), ou otimização pra mecanismos de busca, na tradução literal.

O profissional responsável pela construção e manutenção do site precisa dominar essa prática, porque ele é uma das fontes mais importantes de tráfego e tem que ser bem-feito.

Escolha uma plataforma responsiva

O acesso à internet via dispositivos mobile já superou o tradicional desktop no Brasil.

Pra ficar bem-ranqueado no Google e garantir uma experiência de leitura agradável, seu site precisa ser responsivo, ou seja: ele deve ter um modelo adaptável a diversos formatos de tela, com carregamento rápido e informação acessível. Caso contrário, seu cliente vai migrar imediatamente para a concorrência!

Preocupe-se com a experiência do usuário

Um site deve ser centrado na experiência do usuário, e não na mente do seu criador ou do dono da empresa. A navegação precisa ser intuitiva, ágil e clara, pra que a pessoa não se perca, sem saber de onde veio ou pra onde vai.

É necessário garantir que seja fácil encontrar as informações procuradas e que o ambiente virtual seja confortável.

Quando esses objetivos não são atingidos, a experiência se torna frustrante para o cliente e negativa para a marca. Se a primeira interação com a sua empresa parecer um obstáculo impossível, dificilmente você vai concretizar uma venda.

Acompanhe as estatísticas de acesso

O seu site precisa ter um objetivo claro pra que os resultados possam ser acompanhados da maneira correta. Na web tudo pode ser medido, o que ajuda a identificar as ações que deram certo e as que não tiveram o efeito desejado.

Pra fazer esse acompanhamento, é essencial instalar no site um código do Google Analytics, que captura os dados de acesso e fornece informações essenciais para a gestão do negócio.

Algumas perguntas muito úteis que o Analytics pode ajudar a responder:

  • Quais canais da web estão trazendo mais tráfego?
  • Quantas visitas acontecem por semana?
  • Em qual página os usuários costumam abandonar o site?
  • Quais são os modelos de carros mais procurados?
  • Qual o perfil de idade, localidade, gênero e ocupação do meu cliente?

Ao cruzar essas estatísticas com a realidade do departamento comercial, é possível identificar quantas oportunidades de negócio o site e os demais canais estão gerando e quantas estão sendo convertidas, de fato, em vendas.

Ao planejar sua presença digital, lembre que a competitividade é enorme: durante uma pesquisa, o comprador encontra diversos concorrentes disputando sua atenção. Um site pra concessionária bem-estruturado e persuasivo é fundamental pra levar vantagem nessa corrida.

Esse conteúdo foi útil pra você? Então, assine a nossa newsletter e receba mais dicas de como melhorar sua gestão e aumentar as vendas! 

Compartilhar

About Author

1 comentário

  1. Não tem motivos para uma Loja de Carros gastar dinheiro com SEO, isso é dinheiro perdido, pois não tem como concorrer com os milhares Sites e Blogs de Notícias que hoje existem no Brasil e vivem somente da Receita que geram pelo Adsense

    é só fazer uma pesquisa no Google que de qualquer carro que seja, um onix 2014 por exemplo, ou um hb20 2015 preço por exemplo…

    vcs irão perceber que não aparece nenhuma revenda de carros nos resultados orgânicos, apenas sites e blogs de notícias de carro

    somente nos 3 primeiros que são anúncios pagos é que aparecem, isso pra quem investe em Adwords é claro

    Por isso, se vc tem um site na sua Loja não gaste dinheiro com SEO, invista em Google Adwords, essa é a melhor solução e a única que trará mais fluxo para o seu site além do que vc já tem pela referência direta do Nome da Sua Loja

    Vai por mim, dou Consultoria para de Vendas de Carros pela Internet para muitas Lojas e vejo todos os dias as Agencias de Marketing tentando aplicar métodos ultrapassados nas Revenda de Carros.

    Att
    Sebastião Junior
    contato @ valeveiculos . com

Compartilhe sua opinião com a gente, através dos comentários.

Share This